Bolo de Milho Sem Glúten e Sem Lactose

sexta-feira, 3 de julho de 2015


Eu confesso que não sou muito fã dessas receitas sem glúten e sem lactose porque até então, quase todas as coisas que testei ficavam bem mais ou menos. Maaaaasssssss esse bolo surpreende até os descrentes como eu. Eu sou a favor de ser feliz então se estou colocando aqui é porque ficou bom de verdade. Porque podia ser um bolo super saudável, mas se fosse ruinzinho eu não compartilharia a receita. 

O melhor de tudo é o tanto que é fácil de fazer. Só bater tudo no liquidificador, sem sujar nem mesmo a xícara medidora. Maravilha!!!

A inspiração veio daqui mas fiz uma alteração no leite.

BOLO DE MILHO VERDE

01 lata de milho verde escorrida
01 vidrinho de leite de coco (medir na lata e completar com pouquinho de água, com mais leite de coco ou leite comum)
1/3 da lata de óleo (usei canola)
2/3 da lata de açúcar (se quiser mais doce pode colocar a lata cheia)
01 lata de flocão de milho (na receita original fala que pode ser fubá também, mas eu fiz com o flocão mesmo)
04 ovos grandes
01 pitada de sal
01 colher de sopa de fermento em pó

Não tem segredo. É só bater tudo no liquidificador (menos o fermento, que só deve ser misturado quando tudo estiver homogêneo). Mais fácil impossível!
Como eu não queria nada de glúten, na hora de untar a forma eu polvilhei fubá ao invés de farinha de trigo. Mas isso vai à gosto do freguês.

Na receita original falava em deixar 40 minutos no forno a 180º mas isso não foi suficiente no meu caso. Meu bolo demorou longos 70 minutos! Recomendo deixar os 40 minutos e depois ir acompanhando. Ele deve ficar firme e coradinho por cima.
Deixe esfriar um pouco, desenforme e se quiser, polvilhe açúcar de confeiteiro para dar aquele charme!





Tomates Recheados

segunda-feira, 18 de novembro de 2013


Agora que me dei conta que faz quase um mês que não apareço por aqui. A correria está tão grande que não estou nem vendo o tempo passar. Aí resolvi voltar com uma receita ideal pra segunda-feira, o dia internacional da culpa (ainda mais depois de feriado! rs).

Eu não sei porque não fiz isso antes mas o fato é que a um tempão essa ideia de fazer tomates recheados rondava os meus pensamentos. Extremamente fácil, versátil e uma delícia! Vai virar figurinha fácil na minha cozinha, ainda mais que ando super sem tempo (dá pra ver pelo sumiço do blog né).

O recheio pode variar conforme o gosto do freguês, já que aceita qualquer coisa muito bem. O pulo do gato está no tempero dos tomates. Isso sim faz a diferença. Vou colocar aqui as duas formas que fizemos - com milho verde pra mim e com bacon pro marido (eca! rs).

TOMATES RECHEADOS

04 tomates maduros
Um pitada de açúcar
Requeijão cremoso de boa qualidade (usei Catupiry e o jabá é por conta da minha generosidade)
Milho verde
Bacon em cubinhos (já frito)
Queijo Parmesão
Azeite extra virgem
Sal, pimenta do reino, tomilho e alho frito a gosto

Lave bem, seque os tomates e retire a parte de cima, de forma que você perca o mínimo possível mas ainda consiga rechea-los. Com uma colher pequena, tente tirar as sementes o máximo possível, mas sem perder aquela "massinha" do tomate e sem fura-lo. Feito isso, regue a parte de dentro com um pouquinho de azeite, pimenta e tomilho e uma pitada de açúcar (pra tirar a acidez). Leve para o forno a 180º por aproximadamente 20 a 25 minutos. 

Agora é a parte de rechear. Eu fiz uma misturinha com milho verde e um pouco de requeijão (pra dar liga mas sem ficar muito pesado e calórico). Coloquei também sal, mais pimenta e alho frito (que compro pronto). Marido fez igual, porém diminuiu o milho e acrescentou bacon. Aí é só preencher a cavidade do tomate com o recheio e por cima colocar parmesão e tomilho (ou orégano). Eu ainda coloquei mais um pouquinho do alho frito. Leve ao forno novamente, por mais uns 20 minutos ou até o queijo gratinar. Prontinho! É delicioso, suja quase nada na cozinha e não tem como ser mais fácil.

O recheio pode variar conforme o que tiver na sua geladeira. Aceita desde opções vegetarianas (como a minha com milho verde) até carne de sol, frango, presunto, carne moída ...

Por uma segunda feita mais light. rs




Cookies and Cream Brownies

sexta-feira, 25 de outubro de 2013


Esse brownie dispensa qualquer adjetivo! Não dá pra descrever o tanto que é bom e diferente! Nunca tinha passado pela minha cabeça colocar biscoito no meio do brownie, mas ficou tãããããão bom!

O biscoito é aquele com nome parecido com afro descendente. Hoje não estou muito generosa e não vou fazer jabá gratuito. rs 
Confesso que o importado é muuuuito mais gostoso. Menos doce.

A receita veio lá da Inglaterra, da Lorraine Pascale. Se quiser ver o vídeo dela é só clicar aqui.

COOKIES AND CREAM BROWNIES

180 g de manteiga
160 g de açúcar mascavo
200 g de chocolate amargo (usei Callebault 54% cacau)
03 ovos inteiros
02 gemas
02 colheres de sopa de farinha de trigo
01 colher de sopa de cacau em pó (ou 02 de chocolate em pó)
140 g de biscoito de chocolate com recheio de baunilha

Derreta a manteiga numa panelinha e coloque o chocolate ralado ou picadinho (ou então as gotas, no caso do Callebaut). Reserve.

Bata os ovos com as gemas na batedeira até ficar uma mistura bem aerada e crescida. Acrescente o açúcar aos poucos. Desligue a batedeira e coloque então a mistura de chocolate com manteiga e mexa delicadamente com o auxilio de uma espátula. Por último coloque a farinha de trigo e o cacau em pó. Misture para incorporar.

Pique os biscoitos com as mãos ou uma faca, grosseiramente. Coloque metade na massa e a outra metade coloque por cima da massa já na assadeira (untada e polvilhada com farinha de trigo). Fiz numa assadeira de aproximadamente 20 x 25 cm.
Leve para assar em forno pré aquecido a 180 graus por aproximadamente 25 ou 30 minutos.

Na hora de servir, polvilhe açúcar de confeiteiro por cima que fica um charme! A minha tinha acabado, então não dei pra colocar. Além disso, queria mostrar os pedaços de biscoito por cima. Bom demais!!!!



Bombocado

sexta-feira, 18 de outubro de 2013


Lembra do post do piquenique? No meio de um monte de coisa gostosa tinha esse docinho maravilhoso e que é a coisa mais simples de fazer!

Receitinha super, hiper, ultra fácil para alegrar o final de semana de todo mundo!!!

Quem me ensinou foi uma amiga querida (que fez pro piquenique) e ela brinca que é a única sobremesa que ela sabe fazer. Por mim tudo bem, porque é muuuuito gostoso!

Eu enrolei pra fazer porque não tinha as tais forminhas de silicone. E honestamente, que bobeira! Essas forminhas são vida! Não sei como fiquei tanto tempo sem. rs
Comprei um joguinho com 12 e de quebra ainda "ganhei" mais 06 numa promoção de um fermento químico (aquele famosão). Se comprasse dois fermentos vinha junto as forminhas. Muito amor! rs



Bom, vamos ao que interessa:

BOMBOCADO

02 latas de leite condensado (do bom hein!)
05 gemas
100g de coco ralado (seco e sem doce)
01 colher de sopa de extrato de baunilha (ou 01 de café de essência sintética)

Misture tudo até virar uma massa (meio líquida) homogênea. É bom dissolver as gemas o máximo possível.
Vire nas forminhas (pode encher o máximo que conseguir pois eles não crescem) e coloque para assar em banho maria. Aí agora vem o pulo do gato!

Para ficar como a foto acima, molinho por baixo (o marido da minha amiga chama de pudinzinho) eu deixei 50 minutos em forno médio (180º). Se quiser desenformar e deixar mais firme, sugiro deixar mais tempo no forno, talvez por pouco mais de uma hora. Na verdade não sei ao certo porque confesso que adoro quando fica douradinho por cima e molinho na parte de baixo.

Essa receita rendeu 15 bombocados e eles duram bastante na geladeira. 
Ah! Sabe as claras que sobram dos ovos? Congele e junte para fazer esse bolo aqui. É sucesso garantido e até apareceu no GNT Receitas semana passada. Já viu? 

Sobremesa garantida para o final de semana, rapidinha e com pouquíssimo trabalho! Sucesso!!!





Bruschetta de Parma e Brie

sexta-feira, 4 de outubro de 2013


Isso nem é receita, é dica mesmo! Fácil demais e nem por isso menos saborosa!
Vamos combinar que os italianos tem umas ideias muito boas né?!? Pra mim, bruschettas e vinho = amor! Nem preciso de mais nada!

Para fugir um pouquinho das tradicionais napolitanas, experimente essa versão:

BRUSCHETTA DE PARMA E BRIE

01 baguete de pão italiano ou ciabatta
150g de queijo brie
150g de presunto de Parma
Mel (ou geleia de damasco) a gosto

Essa combinação pede um toque doce. Então eu gosto de variar. Já fiz com mel (essas da foto) e já fiz também usando um pouco de geleia de damasco. As duas combinações são especiais, então fica a gosto do freguês. rs

Parta fatias de pão italiano e espalhe numa assadeira. Passe a geleia ou um pouquinho de mel (pouco mesmo, senão o gosto fica muito marcante). Coloque então fatias de queijo brie e leve ao forno por uns cinco minutinhos, só mesmo para derreter o queijo. Após retirar do forno, coloque as fatias de presunto de Parma (ideal que estejam em temperatura ambiente) e sirva. 

Uma delícia para beliscar com os amigos e aproveitar bons momentos!

Torta de Salada e Panqueca

segunda-feira, 30 de setembro de 2013


Nem só de gordices ultra calóricas vive a minha pessoa!
E com o clima esquentando, a tendência é tentar fazer comidinhas mais leves e frescas, preferencialmente geladas. 

Essa torta é uma delícia e muito versátil. Serve para um almoço, como entrada, como lanche ...
É a cara do verão que vem por aí (porque aqui em BH a primavera chegou como verão! rs)

O ideal é ser feita com um pouquinho de antecedência para que fique umas duas horas na geladeira. Quanto mais fria, mais saborosa. Além disso, os temperos da salada "pegam" mais gosto. E cada um pode adaptar à sua maneira, mantendo o formato e a praticidade. Acho muito, muito, muito gostosa!!!

TORTA DE SALADA E PANQUECA


Para as Panquecas:
02  xícaras de leite
02 ovos
10 colheres de sopa cheias de farinha de trigo
02 colheres de sopa de queijo parmesão

Bata todos os ingredientes no liquidificador e deixe descansar por uns 20 minutos. Bata mais um pouquinho na hora em que for usar. Unte uma frigideira anti aderente com duas gotinhas de óleo (eu uso um pincel para espalhar) e despeje massa o suficiente para cobrir o fundo. Vá girando a frigideira para a massa espalhar e ficar fininha. Faça as panquecas e reserve. Essa receita rende uns 08 a 09 discos de aproximadamente 25cm de diâmetro.

Para a Salada:

01 pé de alface crespa (ou outra de sua preferência) picada grosseiramente
02 tomates cortados em cubinhos bem pequenos
01 cenoura bem grande ralada
01 maça picadinha (pode substituir por passas ou abacaxi)
½ xícara de ervilhas (uso a congelada)
½ lata de milho verde
Azeite, maionese, mostarda e creme de leite a gosto
Temperos a gosto (orégano, sal, pimenta ...)
Frango desfiado, presunto picadinho ou atum (opcional)

Junte todos os ingredientes numa bowl e tempere com azeite, orégano, sal e pimenta. Eu normalmente coloco uma colher de mostarda Dijon, umas 04 colheres de creme de leite e duas de maionese para dar “liga”. Misture com cuidado para não soltar muito líquido pois a salada deve ficar cremosa e não líquida.
Para essa salada os ingredientes podem variar. Eu faço assim e acho ótimo! As vezes não uso nenhum tipo de carne e fica deliciosa da mesma forma. Pode-se colocar azeitonas, pimentão, etc. Depende do gosto de quem vai fazer/comer.

Montando a Torta:

Coloque num prato de servir um disco de panqueca. Espalhe uma colher de café da catchup de boa qualidade e por cima espalhe a salada (como na foto). 



Coloque por cima outro disco de panqueca e repita a operação até que fique na altura que quiser. Leve à geladeira por pelo menos 02 horas para gelar.

Perfeita!!!!






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...