Sopa de Cebola Gratinada

segunda-feira, 29 de abril de 2013


No finalzinho de março eu e marido fomos passear em Paris. (suspiros de saudade!)
E quando eu pensava na França a primeira coisa que me vinha à cabeça era a gastronomia. Sim, eu também AMO arte e me senti criança no parquinho passeando pelos museus e palácios (magníficos!) mas infelizmente não posso trazer Rodin ou Monet na mala, então aproveitei para saborear as comidas maravilhosas e trazer um pequeno (cof cof!) arsenal de delícias francesas na mala. Supermercado francês é vida!

Eu sempre ouvia falar da tal sopa de cebola gratinada e chegando lá vi que quase todos os restaurantes oferecem esse que é um prato bem típico francês. Para eles é uma entrada mas pra mim é prato principal porque é bem substanciosa. Como estava super frio (em média zero grau) era um conforto tomar essa sopinha bem quente. E aí aqui em BH o clima deu uma revirada e esfriou bastante nos últimos dias, então aproveitei pra matar a saudade da sopa de cebola, abrir um dos vinhos que trouxemos de lá e fingir que estou de novo em Paris!

É muuuuito fácil de fazer e requer pouquíssimos ingredientes!


SOPA DE CEBOLA GRATINADA (para duas pessoas)

03 cebolas bem grandes picadas
01 colher de sopa bem cheia de manteiga
01 colher de sopa cheia de farinha de trigo
100 ml de vinho branco seco
600 ml de caldo de carne
Queijo gruyère ralado (ou outro queijo)
Sal e pimenta do reino a gosto

Coloque a manteiga para derreter e acrescente as cebolas. Lá eu comi com elas picadas e em rodelas. Confesso que as rodelas não me agradaram porque dificultam na hora de comer. Então só faço picada (mas não precisa ser miúda demais).
Deixe em fogo baixo para murchar e caramelar (demora em média 30 minutos) mexendo de vez em quando. Quem tem essas panelas de ferro fundido (a minha é Staub) demora em média uns 20 a 25 minutos, porque ela retém mais calor e agiliza o processo. O certo é que a cebola tem que ficar bem douradinha e mole.

Cebola antes e depois de caramelar

Quando estiver no ponto (quase grudando na panela já) acrescente a farinha, misture bem e deixe cozinhar por uns 2 minutinhos. Coloque então o vinho branco e em seguida o caldo de carne dissolvido em 600 ml de água quente. Eu sou super contra esses caldos prontos, mas me rendi porque acho mega trabalhoso fazer caldo de carne caseiro. Usei um que tem teor de sódio  e gordura menor, na tentativa de ser menos porcaria. 
Deixe cozinhar por mais uns 15 minutos pra encorpar e tempere com um pouquinho de sal e pimenta do reino moída na hora. Fica assim:


Coloque em recipientes individuais e leve ao forno (no grill) com o queijo por cima, para grelhar. Na França eles colocam torradinhas por cima, antes do queijo. Levam tudo ao forno e a torrada fica meio molhadinha. Eu não agrado de pão ensopado, então optei por fazer torradas de pão italiano (com azeite aromatizado de alho) separadas e coloca-las ao lado, na hora de servir. Mas na sopa original as torradas vão pro forno, com o queijo por cima.


Aqui em casa não tinha gruyère, então usei um queijo canastra que tinha sobrado da receita do pão de queijo e ficou bom demais!!! O queijo estava bem curado e firme, então deu uma consistência deliciosa! Já fiz também com ele misturado com parmesão e ficou melhor ainda!

E vive la France!!!
Ah! Vocês querem dicas de viagem por aqui? Estou com tudo fresquinho na caxola e pensei em fazer um post com lugares pra visitar e comer por lá ...

Eu, marido, a Torre Eiffel e o céu mais maravilhoso que já vi!

Fricassé de Frango

quinta-feira, 25 de abril de 2013



Estava com um frango desfiado dando sopa no congelador e ia receber umas visitas para jantar e papear. Queria usar esse frango e fiquei pensando, pensando ... até que lembrei de fricassé. Nunca tinha feito mas sabia que não era nenhum bicho de sete cabeças. Fucei aqui e ali e adaptei para o meu gosto.
Nunca um frango desprezado que morava no congelador foi tão feliz! Delicioso!!! A parte mais chatinha é realmente cozinhar e desfiar o franguinho, mas se ele já está pronto essa receita é vapt vupt. Rapidex!


FRICASSÉ DE FRANGO
600g de frango desfiado cozido
01 caixinha de creme de leite
01 lata de milho verde
200g de requeijão cremoso de boa qualidade
½ cebola grande picada
Ervilha a gosto (uso a congelada)
01 pimenta dedo de moça (pequena) sem semente picadinha
Azeite, sal, pimenta e salsinha a gosto
100g de batata palha

Bata metade do milho verde com o creme de leite (usei mini processador). Reserve. Numa panela, refogue a cebola e a pimenta no azeite até ficar bem douradinha. Acrescente o requeijão cremoso e em seguida a mistura de creme de leite com milho. Vá colocando o frango desfiado e acerte o tempero (com sal e pimenta se precisar). Coloque  o restante do milho verde (inteiro), a ervilha e a salsinha. Despeje a mistura em um refratário e coloque por cima a batata palha. Leve a forno pré aquecido por aproximadamente 15 minutos na hora de servir.

Sem a batata palha

Não tem erro. É super, mega, ultra fácil!
Eu acho que normalmente o pessoal serve com arroz, mas como era noite e a gente já tinha beliscado um monte de coisinhas, resolvi servir com uma salada bem caprichada e economizar os carboidratos. Como estava um calorão, caiu muito bem e foi sucesso!!!

Ótima opção de um prato praticamente único mas muito gostoso!


Frango Desfiado Mega Fácil

terça-feira, 23 de abril de 2013


Eu sei que é meio esquisito! Receita de frango desfiado? Como assim?!?

Mas é o seguinte: eu tenho uma bicicleta ergométrica e contrariando a grande maioria das pessoas ela não é utilizada como cabide. Eu realmente uso (só não emagreço, mas isso é um detalhe! rs).
Aí enquanto eu pedalo fico na frente da televisão e vez ou outra paro em algum programa de culinária, desses bem basicões. Gente, eu fico pra morrer quando vejo o pessoal tirar aquele peito de frango enorme, inteiro da panela e desfiar tudo na mão. Ou pior, alguns "ensinam" a colocar no processador de alimentos e eu quase infarto! Vira uma massa! Eca!

Se você é dessas que fica horas desfiando o frango, seus problemas acabaram colega! Tem um jeito mega fácil de fazer isso!


PEITO DE FRANGO DESFIADO
01 kg de peito de frango cortado em cubinhos de 3 cm
01 cebola média picada grosseiramente
1/3 de pimentão picado
01 pimenta dedo de moça picadinha (sem semente)
01 colher de sopa bem cheia de tempero alho e sal
01 colher de chá de corante urucum (ou coloral)
02 colheres de sopa de óleo de canola
600ml de água
Salsinha ou cebolinha a gosto

Comece dourando a cebola, o alho e sal, pimentão, pimenta e o corante urucum no óleo. Acrescente  o frango picadinho e deixe dourar por uns 10 minutos, misturando para que todos os pedacinhos dourem. Acrescente a água, misture e tampe a panela de pressão. Assim que pegar pressão coloque em fogo baixo e deixe cozinhar por 45 ou 50 minutos. Desligue e deixe até sair toda a pressão. Não force debaixo da água, na pia. Deixe a panela quieta num canto e espere. Depois que ela já não tiver nada de pressão, abra e comece a apertar o frango com uma colher de pau para ir desfiando. Como ele vai estar ultra macio, é rapidinho esse processo. Só de misturar ele já vai desfiar.
Coloque cebolinha e/ou salsinha a gosto.

Eu tenho sempre esse franguinho bem temperado e gostoso congelado. Quebra um ganho nas horas de aperto e pressa e fica bem gostoso e suculento. 

Desfiar frango na mão jamais!!!




Os segredos do Pão de Queijo

segunda-feira, 22 de abril de 2013


Se tem uma receita que faz sucesso nesse blog é o pão de queijo. Direto tem gente que me fala que fez, que faz sempre ou me pede ajuda por algum motivo.

Como aqui em casa eu faço sempre, já aprendi alguns truquinhos que podem fazer diferença. Na época da postagem eu ainda não tinha essa experiência toda (ui) mas agora já descobri os segredos dessa amada iguaria mineira.

- A qualidade do queijo faz MUITA diferença! Eu compro sempre no Mercado Central de BH e lá tem muitas opções de lugares pra comprar. Os preços também variam e eu acabo sempre optando por pagar um pouquinho mais caro por um queijo com cara melhor. Eu não consigo diferenciar um queijo mais ou menos curado no olho. Pra mim ele tem que estar bem firme mas ainda clarinho. Não gosto muito daqueles queijos amarelões. Sempre chego na loja e peço ao vendedor: "Qual o melhor queijo para pão de queijo que você tem aí?". Se ele para pra pensar e demora a responder eu troco de loja.

- Se onde você compra eles já ralam (como é o caso do Mercado Central) peça sempre pra ralar grosso. O pão de queijo fica mais "queijudo" e dá esses coradinhos da foto - que nada mais é que pedacinhos de queijo tostados (nhami!!!). Se for ralar em casa (coragem!) tente ralar o mais grosso possível. 
Isso não é impedimento para ele ficar bom, mas faz uma certa diferença.

- O pão de queijo fresco é bem diferente do congelado. Lógico que não dá pra ficar fazendo a massa toda vez que quiser comer e tê-lo congelado é uma mão na roda, mas pode acreditar ... ele no dia que faz, antes do processo de congelamento, fica bem mais gostoso e macio.

- O forno tem que estar pre-aquecido a 180º e mantenha essa temperatura. Ficar abrindo e fechando a porta do forno, fazendo com ele perca calor, vai fazer o pão de queijo ficar mais borrachudo e crescer menos. O meu forno é bem regulado e nessa temperatura ele demora em média 35 minutos pra ficar no ponto, dependendo do tamanho.

- Eu gosto de pão de queijo massudo, com bastante sabor de queijo. Isso faz com que algumas pessoas pensem que ele "solou". Se você gosta dele mais leve coloque um pouco menos de queijo.

- Na hora de dar ponto à massa, nunca a deixe muito seca. Aqui em casa ela sempre fica mais molenga, num ponto que não daria pra enrolar de imediato. Aí eu coloco na geladeira por uns 30 minutos e ela chega no ponto ideal. É melhor assim porque aí ele não fica ressecado depois de assar.

- Eu só uso ovos orgânicos. Não sei faz tanta diferença no sabor mas a massa fica mais amarelinha e apetitosa.

Bom, se alguém tiver mais alguma dúvida pode ir perguntando. É bom que vou acrescentando aqui. Por enquanto essas são as dúvidas mais frequentes, mas esse post pode ser atualizado sempre!

Bom pão de queijo pra vocês!




Torta de Sucrilhos

quinta-feira, 18 de abril de 2013


Meu blog voltou, finalmente!!! E agora com novo formato, novo layout e novo nome! Uhuuuu
Muitas novidades por aqui!

Demorou um tempinho porque esse início de ano foi bastante tumultuado mas finalmente estou conseguindo coloca-lo em ordem e agora passarei a dar a atenção que ele merece, pois o pobrecito estava abandonado!

Ainda faltam alguns ajustes mas muito em breve vai estar tudo funcionando belezinha por aqui. E aguardem que vamos ter sessão de dicas dos leitores, viagens, restaurantes ... enfim, muitas novidades!

Para começar eu vou aproveitar que hoje é quinta e essa receita maravilhosa pode ser usada para a sobremesa do final de semana. E é mais fácil do que parece, pode acreditar!
Eu nunca tinha ouvido falar de torta com esse cereal matinal (do tigrão! hahaha) mas fui procurada por um pessoal de Santa Catarina que queria minhas fotos de comida para ilustrar uma revista. Eles compraram a foto do Bacalhau Espirituoso e me perguntaram se eu tinha foto dessa torta. Eu disse que não mas se eles me mandassem a receita eu poderia tentar. E aí está ela ... linda, saborosa, sensacional! O pessoal ficou super satisfeito com a foto e eu com a receita! :)


TORTA DE SUCRILHOS
(Medida para forma de 18cm de diâmetro com fundo removível)

- 250g de chocolate meio amargo ou amargo
- 01 colher bem cheia de manteiga
- Aproximadamente 150g de Sucrilhos
- 01 lata de leite condensado
- ½ lata de leite
- 02 gemas
- 01 colher de sopa de extrato de baunilha (caseiro. Se for usar essência sintética diminua para uma colherzinha de café)
- 80g de coco ralado sem açúcar
- 150ml de creme de leite fresco
- 02 colheres de sopa de açúcar refinado


Derreta o chocolate no microondas (de 40 em 40 segundos em potência baixa), acrescente a manteiga e a aqueça mais um pouquinho. Coloque então o Sucrilhos (quebre um pouco com a mão antes, fazendo tipo um farelo grosso) e misture tudo. 
Espalhe essa massa pela forma, no fundo e laterais. Com um fundo de colher pressione bem que ela vai espalhando. Parece que não vai dar certo mas dá. Não desista!

Coloque na geladeira e enquanto isso faça o recheio. Leve ao fogo o leite condensado, o leite integral, as gemas e a baunilha. Cozinhe em fogo de médio para baixo até ficar bem grossinho (mingau firme). Deixe esfriar por uns 30 minutos e acrescente o coco ralado. Despeje (já frio) na massa e mantenha na geladeira. Bata o chantilly (creme de leite fresco com açúcar) e decore, colocando por cima da torta. Retire da forma e se quiser use raspas de chocolate para decorar.

Na hora de servir pode ser um pouco complicado porque a casquinha é bem firme (e deliciosa!) mas se esquentar um pouquinho a espátula fica mais fácil.
Ah! Essa torta é bem docinha, então não recomendo de jeito nenhum usar chocolate ao leite para fazer a casca porque vai ficar ainda mais doce!

Me redimi com essa receita? Eu sei que demorou mas agora ninguém segura o Frango e Farofa! Vai ter sempre coisa boa por aqui! Prometo!!!

E aproveitando pra fazer um jabá básico do meu próprio trabalho, vou deixar o link do meu blog de fotografia que está com fotos novinhas de gestantes lindas! Passa lá pra ver!

Elisa Barros Fotografia




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...