Pizza de Wrap

sexta-feira, 31 de maio de 2013


É muita pretensão chamar isso de receita. Na verdade é uma dica, tamanha a facilidade. Considerando que os ingredientes já estão prontos, com 15 minutos você tem uma pizza bem digna, pouco calórica e super fácil de fazer!

Eu amo pizza com todas as minhas forças. Não é a toa que meu aniversário é exatamente no Dia da Pizza - 10 de julho, tá chegando! :)
E pra economizar as calorias e carboidratos da massa, sempre procurei fazer com pão árabe ou com aquelas massas de frigideira, que são bem fininhas. Isso até eu descobrir a massinha de wrap. É muito amor! Fica num tamanho bom pra quem quer comer sem ficar com a consciência pesada, é fininha e crocante!

Pizza de Wrap (Califórnia)

01 massa de wrap (usei essa aqui, integral. O jabá é por conta da minha generosidade)
01 e 1/2 colher de sopa de molho de tomate (eu ensinei aqui)
02 fatias de queijo Mussarela ou Prato
02 fatias de presunto magro fatiado bem fino
01 rodela de abacaxi picadinho
04 cerejas partidas ao meio
Azeite e orégano a gosto

Difícil demais! Pré aqueça o forno a 200º. Enquanto isso espalhe o molho de tomate, coloque as fatias de queijo, depois as de presento e então o abacaxi e as cerejas. Regue com um fiozinho de azeite e salpique orégano (esfregue com o dedo para soltar mais o aroma). Pronto! Bastam sete ou oito minutos no forno e você tem uma pizza super gostoso, pouco calórica e mega rápida/fácil de fazer.

Esse sabor é o que mais faço porque sou muito amiga da combinação doce/salgado. Mas o recheio pode variar: atum, tomate seco, calabresa, frango, palmito ...
Mangia che ti fa bene!


Brownie Cremoso de Chocolate

quarta-feira, 29 de maio de 2013


Eu sei que coloquei uma receita de brownie outro dia mesmo, mas no final de semana eu queria comemorar em grande estilo a minha volta à cozinha (que ficou meio abandonada durante meu repouso). Tinha aqui um chocolate maravilhoso que ainda nem tinha usado, então fui procurar o que fazer com ele. Peguei o livro da Nigella musa (que foi também de onde tirei a receita daquelas rabanadas deliciosas!) e quando vi o brownie meu coração bateu mais forte. 

Já aviso de antemão que é uma receita mega power ultra calórica, mas o sabor é diretamente proporcional às calorias. Não dá pra fazer sempre mas agora então, no friozinho, acompanhado de uma boa xícara de café, cappuccino ou um chazinho fica bom demais!!! 

BROWNIE CREMOSO DE CHOCOLATE:
(Inspirado na receita da Nigella, com algumas modificações)

230g de chocolate amargo (usei Callebaut 54% cacau)
200g de manteiga
03 ovos grandes (usei 04 porque os meus eram pequenos)
01 colher de sopa de extrato de baunilha caseiro
150g de açúcar
02 colheres de sopa de farinha de trigo
Nozes/castanhas/amêndoas a gosto (aproximadamente 80g)


Derreta o chocolate com a manteiga no microondas (potência média, misturando de 30 em 30 segundos) ou numa panela de fundo grosso (foi o que fiz) diretamente no fogão, misturando sempre para o chocolate não queimar. Em seguida acrescente a baunilha e o açúcar. Misture bem e deixe esfriar um pouco. Acrescente então os ovos (batidos juntos, com um garfo mesmo) e por último a farinha e a semente (usei castanha do Pará), incorporando tudo até ficar homogêneo. Leve para assar em uma forma untada e polvilhada com farinha de trigo (fiz em uma redonda de 25cm de diâmetro), em forno médio (180º) por aproximadamente 25 a 30 minutos. Deixe esfriar um pouco antes de partir.

Considerações:

Eu usei um chocolate mais amargo e essa quantidade de açúcar foi ótima, para não ficar muito doce. Se for usar chocolate meio amargo nacional (que pro meu paladar ainda é doce), recomendo diminuir um pouco a quantidade de açúcar, a não ser que queira mesmo que ele fique mais docinho.
O tempo de forno é muito importante para ele ficar cremoso. Se passar, ele vai assar mais e ficar gostoso do mesmo jeito, porém mais massudo. Cada forno tem sua particularidade, então recomendo prestar atenção. Ele vai crescer um pouco e depois começar a murchar. Quando isso acontecer conte mais uns cinco ou dez minutinhos e desligue o forno. Não abra! Eu desligo e deixo ele lá dentro por mais alguns minutos, pra não ter o choque térmico (ainda mais nesse frio).

No mais não tem segredo. É muito fácil e maravilhoso!


Caldo de Mandioca com Frango

terça-feira, 28 de maio de 2013


Lá no interior a gente chama esse caldo de "Caldo de Pinto". Não me perguntem o porquê mas o fato é que cresci vendo as barraquinhas de Caldo de Pinto nas festas juninas. Sempre adorei e ele era sempre o primeiro que eu comprava.
Aí um dia resolvi tentar fazer pra ver no que dava. E o trem ficou bom demais!!! Super delícia para aquecer essas noites frias de outono/inverno. Eu particularmente detesto frio, mas adoro as comidas de inverno. Caldinhos e sopa de cebola ... huuummmm. Nada melhor!

A receita é com medidas aproximadas, porque eu sempre faço no olhômetro.

CALDO DE PINTO:

600g de peito de frango cozido e desfiado
Cebola, pimentão e pimenta dedo de moça a gosto para fazer um refogado
01kg de mandioca cozida (retire a linha)
01 lata de milho verde
400g de queijo Minas ralado 
Cebolinha a gosto para servir

Comece fazendo o peito de frango. Eu já dei a dica aqui então é só fazer esse processo, porém antes de refogar o frango eu coloco bastante cebola, pimentão e uma dedo de moça (sem semente) picadinha, que é pro caldo ficar bem saboroso. Quando for fazer, coloque um pouquinho a mais de água, pois o caldinho será utilizado. Vai ficar assim:

Frango cozido com o caldo

Enquanto o frango cozinha, coloque a mandioca picada em outra panela para cozinhar com um pouco de sal. O tempo de cozimento varia de acordo com a qualidade da mandioca. Quando ela estiver bem cozida, quase desmanchando, retire aquelas linhas internas e descarte a água do cozimento. Coloque os pedaços no liquidificador, acrescente água (em temperatura ambiente) e bata para fazer o creme de mandioca. É melhor ir colocando água aos poucos pra não correr o risco de ficar super ralo.
Fica aqui minha experiência: antes eu achava um desperdício jogar a água do cozimento fora, porque na minha cabeça ela tinha gosto de mandioca. Aí era uma peleja, porque ao bater no liquidificador ficava uma goma, uma coisa espessa que endurecia e grudava toda! Até que fiquei esperta e descobri que isso não se faz. A água do cozimento tem que ser descartada, a não ser que você queira passar a tarde tentando limpar o liquidificador.

Vire então esse creme de mandioca na panela que cozinhou o frango e misture. Ele vai pegar a cor do caldo e vai ficar bem temperadinho. Acerte o sal e pimenta (se necessário) e acrescente o milho verde.

Na hora de servir o esquema é o seguinte: coloque queijo ralado no fundo da tigela, acrescente o caldo bem quentinho e por cima coloque a cebolinha picada. O queijo vai derreter no fundo e ficar ainda mais saboroso!

Delícia, delícia, delícia! Nesse friozinho não tem nada melhor!




Brownie Duplo de Chocolate

sexta-feira, 24 de maio de 2013



Brownie é amor! Eu adoro e gosto mais ainda por conta da versatilidade que ele oferece. Pode comer purinho e frio, pode esquentar e colocar calda pra comer com sorvete, pode congelar pra ter sempre pronto e comer quando quiser. 

Aqui em casa acaba rapidinho e confesso que só não faço mais porque eu sei que vai direto pro culote! rs

Essa receita eu tirei do livro da tia Martha diva. Na verdade o livro é de cookies mas ela foi camarada e colocou umas outras receitinhas no final. No dia eu estava até inspirada a fazer uns biscoitinhos mas depois de ver esse brownie meu coração bateu mais forte e ele foi o escolhido!

Brownie Duplo de Chocolate – Martha Stewart

06 colheres de sopa de manteiga (mais ou menos 140g)
140g de chocolate meio amargo (usei amargo 70% cacau)
¼ de xícara de cacau em pó (usei 1/8)
¾ de xícara de farinha de trigo
¼ de colher de sopa de fermento em pó
01 xícara de açúcar (usei  01 e 1/3)
Pitada de sal
02 ovos grandes (usei 03 pequenos)
02 colheres de sopa de extrato natural de baunilha (ou 01 de café de essência)
150g de castanha do Pará cortada grosseiramente (opcional)

Derreter o chocolate no microondas, juntamente com a manteiga (de 30 em 30 segundos, na potência média). Acrescente então o cacau em pó e misture. Reserve.

Bata os ovos com o açúcar e a baunilha (na batedeira) por uns 05 minutos. Depois vire na tigela da batedeira a então a mistura de chocolate e por último acrescente delicadamente a farinha, o fermento em pó e o sal. Misture delicadamente até ficar homogêneo e se quiser acrescente a castanha (ou qualquer outra semente que quiser).
Leve para assar em forno médio pré aquecido, em forma untada e polvilhada com farinha de trigo. Assar por aproximadamente 30 a 35 minutos e deixar esfriar por 10 minutos antes de partir.

Delicioso com sorvete de menta! Huuummmm

Farofeiros Por Aí

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Tem mais gente fazendo minhas receitinhas por aí.

A Juliana é uma cliente muito querida (as fotos dela estão aqui) que ficou super inspirada dias antes do Theo nascer. Ela empolgou e fez a Sopa de Cebola, os Tomatinhos Confitados e ainda resolveu fazer o Farfalle com Cogumelos (ela fez sem a manteiga trufada). Super animada!

Alguém mais cozinhando? Mandem as fotos que terei o maior prazer em mostrar.



Crème Brûlée

terça-feira, 21 de maio de 2013


Ainda estou com espírito francês. Depois da Sopa de Cebola eu resolvi arriscar em mais um clássico da culinária francesa, que eu particularmente adoro! O marido não é (ou melhor, era) muito fã de Crème Brûlée, mas diz ele que o meu foi o melhor que já comeu e que agora ele passou a gostar. Ahã!

O que faz toda a diferença nessa receita é a baunilha. Não, não dá pra fazer com aquele essência sintética que mora no supermercado, dentro de um vidrinho. Não importa a marca, nenhuma delas é nem de longe parecida com a fava de baunilha natural, que a gente raspa as sementinhas. Aquelas coisinhas minúsculas e pretinhas são muito amor! Só o cheiro já é maravilhoso e o sabor então ... huuuummm.

Mas chega de papo! A minha receita foi inspirada nesse post aqui mas fiz algumas pequenas modificações. A começar pelo fato de que não tenho maçarico, então a casquinha foi feita de improviso no grill do forno. Não é a melhor opção mas foi o que deu pra fazer.



CRÈME BRÛLÉE

500 ml de creme de leite fresco 
100 ml de leite integral
06 gemas
04 colheres de sopa bem cheias de açúcar
01 fava de baunilha (usar as raspas)

Coloque o creme de leite, o leite e as raspas da fava de baunilha em uma panela e leve ao fogo bem baixo. Enquanto isso bata com um fouet o açúcar e as gemas até ficar bem homogêneo, num tom um pouco mais claro do que o início. Quando o creme de leite começar a querer ferver, retire do fogo e coloque as poucos na mistura de gemas e açúcar, misturando sempre para que não cozinhe as gemas de imediato. Eu coloquei primeiro uma concha de creme, misturei bem, coloquei outra, misturei mais um pouco e assim vai ...

Despeje então em potinhos refratários e leve ao forno (180º) em banho maria por aproximadamente 40 ou 45 minutos. O tempo de forno vai depender do tamanho dos potinhos. A minha receita foi suficiente para seis porções, que ficaram no forno 45 minutos.

Retire então do forno e passe filme plástico. Leve para a geladeira por pelo menos duas ou três horas, pra ele ficar bem geladinho. Na hora de servir é só colocar um pouquinho de açúcar refinado por cima de cada potinho (usei 01 colher de chá em cada) e usar o maçarico. No meu caso (que acredito ser da maioria), como não tenho essa ferramenta (ainda!) coloquei dentro da mesma forma que usei no banho maria e a enchi de gelo para gratinar o açúcar. Fiz isso porque o objetivo não é esquentar o doce como um todo, então pelo menos tentei manter a temperatura do restante um pouco mais fria. Mas mesmo assim voltei com eles pra geladeira depois, porque geladinho é bem melhor.
A casquinha feita com maçarico fica muito mais bonita do que a feita no grill do forno, mas na falta a gente improvisa.

CONSIDERAÇÕES:

- Eu já comprei diversas marcas de creme de leite fresco e até hoje, disparado, a melhor é a marca própria do Verdemar (supermercado aqui de BH). Ele tem um teor de gordura mais alto, é mais grosso e mais gostoso. Portanto, eu coloquei os 100 ml de leite porque usei ele. Com outras marcas, que são mais ralas e com percentual de gordura menor, eu não colocaria o leite. Eu não sei como é em outros lugares mas o do Verdemar é tão grossinho que ele não derrama facilmente do vidrinho. A gente tem que balançar pra ir saindo. Então o que eu fiz foi "limpar" o vidro com o leite, pra pegar todo o restinho.

- Pra quem não sabe o que fazer com as claras, dou uma dica preciosa! Congele! Aqui em casa tem sempre um potinho de claras na geladeira. Todas as vezes que faço alguma receita que só leva gemas eu coloco as claras no potinho e guardo. Vou juntando claras até o dia que tenho o suficiente para fazer um bolo como esse aqui, que é MARAVILHOSO! É só deixa-las um tempo em temperatura ambiente para descongelar e pronto, estão como novas. Faço isso sempre!

- A baunilha também não se joga fora. Por mais que a gente raspe, acaba sempre ficando um pouquinho. Então eu coloco num pote com açúcar pra fazer açúcar baunilhado. Nunca jogue uma fava de baunilha fora!

No mais é só aproveitar essa sobremesa maravilhosa, de sabor leve, pouco doce mas nem por isso menos saborosa! E vive la France!!!





Frango e Farofa Volta Já!!!

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Estou meio ausente por aqui né?!?

O motivo é justo, já que estou me recuperando de uma trombose meio complicada que me derrubou e me deixou de cama por vários dias. Mas daqui a pouco eu estou 100% e essa cozinha virtual volta a funcionar a todo vapor.
Tem muitas receitinhas deliciosas que estou doida pra compartilhar.

Não desistam de mim hein! Volto logo logo!


Farofeiros Por Aí

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Eu já queria inaugurar esse espeço aqui no blog, mas precisava dos colegas leitores. Quero mostrar aqui as receitas do blog que outros farofeiros (no sentido carinhoso hein gente!) andaram preparando.

A Nana vai inuagurar mostrando a "Batata Frita Assada" que ela fez e aprovou. Olha só que belezura as batatinhas que ela fez e colocou lá no Manga com Pimenta:

Se você fez alguma delícia que viu por aqui, me mande uma foto e fale suas impressões sobre a receita. Vou adorar publicar!

Manteiga de Amendoim Caseira

terça-feira, 7 de maio de 2013



Manteiga de Amendoim é vida!!! Eu e o marido AMAMOS e quando a gente viaja sempre rola um "contrabando" de alguns potes, porque aqui o preço não é nem um pouco digno.
Mas agora meus problemas "se acabaram-se" e vou tirar esse item da minha listinha de compra . Achei uma super dica aqui e não é que deu super certo?!?
Na verdade quem fez foi o marido. Eu só provei (e aprovei) o resultado.

MANTEIGA DE AMENDOIM

02 xícaras de amendoim torrado e despelado
02 colheres de sopa de açúcar
1/2 colher de café de sal

Comece processando o amendoim. Quando já estiver bem triturado, coloque o açúcar e o sal e continue processando. Demora um pouquinho e tem que ir desligando o processador de vez em quando (senão fica aquele cheirinho de queimado) e dar um misturada. Só isso!
Com uns 15 minutinhos ficou pronta e deliciosa!
Coloque num vidro bem limpinho e esterilizado e guarde em local fresco (ou na geladeira). 

DELÍCIA! DELÍCIA! DELÍCIA!

Ah! Antes de terminar eu queria pedir votos para o concurso de risotos no blog da queridíssima Katia Bonfadini. Eu estou participando com duas receitas, as de número 05 e 06. Votem lá pra dar uma forcinha! A receitinha 06 já apareceu por aqui e a outra eu ainda vou publicar.
Conto com o voto de vocês hein!



Rabanada de Donut da Nigella

sexta-feira, 3 de maio de 2013


Aqui em casa temos aquela máquina de fazer pão. Eu adoro mas confesso que aquilo é um atentado à qualquer tentativa de emagrecimento. O cheiro de pão quentinho é insubstituível!!!

Aí no feriado marido sismou de fazer um pão que não ficou lá aquelas maravilhas. E eu vendo aquele pão  na cozinha, sem vontade nenhuma de comê-lo mas morrendo de dó de jogar no lixo porque sou mega anti desperdício de comida! Até que bati o olho no livro da Nigella e lembrei que tinha visto uma receitinha de rabanada que parecia muito fácil. Eu nunca tinha feito rabanada, mas resolvi experimentar. Sangue do Cordeiro! O trem é bom demais!!!!! Delícia, delícia, delícia! E é super fácil também.
Ah! Ela chama de Rabanada de Donut por causa do açúcar de confeiteiro que joga por cima. Nada a ver com donut de verdade, só a aparência. Pode usar pão normal.

Bora preparar pro café da manhã do final de semana?

RABANADA DE DONUT (receita adaptada por mim)

02 ovos (uso orgânicos)
02 colheres de chá de extrato de baunilha natural
1/3 de xícara de leite integral 
04 fatias de pão de forma
01 colher de sopa bem cheia de manteiga
01 colher de café de óleo de canola
Açúcar refinado, de confeiteiro e canela a gosto

Coloque numa tigela o leite, o extrato de baunilha e os ovos e bata um pouquinho com um garfo. Esse extrato faz TODA a diferença porque o cheiro da baunilha é um coisa sensacional e o gosto final fica espetacular. Quem não tem extrato caseiro (feito com a fava) e quiser usar aquelas essências sintéticas que se acha nos supermercados, recomendo usar um pouco menos porque elas são enjoativas.

Embeba os pedaços de pão na mistura até ficarem bem molhadinhos (uns dois minutos de cada lado). Enquanto isso aqueça uma frigideira anti aderente e coloque a manteiga e o óleo (para não queimar a manteiga). Quando estiver bem derretido e quente, coloque o pão para "fritar" até que fique bem dourado dos dois lados. Retire e passe por uma mistura de açúcar a canela. Se quiser pode polvilhar açúcar de confeiteiro por cima, pra dar o efeito donut.
Eu não usei pão de forma, fiz com o pão caseiro e ficou bom demais! Acho que vale usar o pão que estiver sobrando aí na sua casa.

Para acompanhar eu sugiro um belo cappuccino. Começar o dia assim é bom demais!!!



Como Combinar Vinho e Comida

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Clique na imagem para ampliar

Minha vizinha lembrou do blog outro dia e me mandou essa imagem, pra compartilhar com vocês. Achei super útil, principalmente para quem, como eu, adora um vinho mas não entende bulhufas de harmonização.

Essa preciosidade eu encontrei aqui e vale a visita.
Dá tempo de pensar no menu do final de semana hein!


Bolo de Chocolate Express

quarta-feira, 1 de maio de 2013


Outro dia eu coloquei na minha Fanpage (curte lá!) que o marido estava na cozinha fazendo um bolo. Quem conhece o marido sabe que ele não faz NADA na cozinha mas esse bolo é tão fácil que até ele conseguiu fazer!
Ideal para um lanchinho de feriado hein! Rapidinho e com poucos ingredientes. Sem segredos! Ah! Essa receita não leva leite, então é ideal pra quem tem intolerância à lactose. 

A receita veio daqui e virou minha queridinha. Já viso que é um bolo pouquíssimo doce, pois é feito com chocolate em pó (não use achocolatado). Quem gosta de bolo mais docinho eu sugiro aumentar a quantidade de açúcar. Eu prefiro assim porque aí posso colocar uma geleia delícia por cima, apesar dele super combinar com uma manteiguinha também.

BOLO DE CHOCOLATE EXPRESS

03 xícaras de farinha de trigo
02 xícaras de açúcar refinado
01 xícara de chocolate em pó
01 xícara de óleo de canola (usei 3/4 de xícara)
02 xícaras de água fervente
02 ovos
01 colher de sopa rasa de bicarbonato de sódio
01 colher de sopa rasa de fermento em pó

Comece peneirando os ingredientes secos. Coloque então os ovos (eu dou uma batida neles separados, com um garfo mesmo), o óleo e em seguida a água fervente, bem aos poucos e misturando sempre para não cozinhar os ovos. Quando estiver uma massa homogênea, coloque o bicarbonato e o fermento e leve para assar em forno pré aquecido a 200º por aproximadamente 40 minutos. Não se esqueça de untar bem a forma (eu uso margarina)  e polvilhar farinha de trigo ou chocolate em pó.
Se quiser fazer uma gracinha é só polvilhar açúcar de confeiteiro por cima, depois de pronto.

Essa medida é ótima para uma forma de bolo com buraco ( a minha tem 23cm de diâmetro) e quando o marido fez usou uma forma de bolo inglês ( de 24 x 10cm ) e meia receita deu direitinho.

E aí, quem vai animar lanchar um bolinho no feriado?



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...