Torta de Maçã (American Apple Pie)

quinta-feira, 20 de junho de 2013


Desde o dia em que vi a Rita Lobo fazendo essa torta eu fiquei com água na boca. Confesso que não sou exatamente fã de maçã mas lembrei das tortas americanas e deu saudade. Resolvi fazer, ainda mais que eu estava doida para estrear os meus "feijões" de cerâmica, que trouxe da França, iguais aos da Rita.
Não é exatamente a coisa mais fácil e rápida do mundo, mas também não é nada impossível. O sabor compensa o trabalhinho a mais.

TORTA DE MAÇÃ (da Rita Lobo)

Massa:
04 xícaras de farinha de trigo
01 colher de café de sal 
01 colher de chá de fermento em pó
200 g de manteiga bem gelada, cortada em cubinhos
01 lata de creme de leite (com soro)
01 colher de sopa de açúcar (por minha conta)
01 gema para pincelar

Recheio:
06 maçãs verdes médias (usei 04 para meia receita)
1/2 xícara de farinha de rosca
01 colher de sopa de extrato de baunilha (natural)
01 xícara de açúcar (usei metade mascavo metade cristal)
03 colheres de sopa de sumo de limão
01 colher de sopa rasa de canela em pó
01 colher de café de noz moscada

Coloque numa tigela grande a farinha, o sal, o açúcar e o fermento. Misture. Junte então a manteiga (bem gelada) cortadinha e comece a misturar usando preferencialmente a ponta dos dedos. A palma da nossa mão é mais quente e isso faz a manteiga derreter mais rápido. Quando ficar com a aparência de uma farofa grossa, junte o creme de leite e continue trabalhando a massa, só até o ponto de formar uma bolota. Transfira para uma superfície enfarinhada e continue sovando a massa. Não precisa ser igual sova pão. O objetivo, nesse caso, é só fazer com que ela fique mais uniforme, sem aqueles grumos de farinha aparecendo.

Separe aproximadamente 1/3 da massa (guarde na geladeira) para fazer a tampa da torta. Os outros 2/3 abra com o auxílio de um rolo e use para forrar o fundo e laterais da forma. Eu fiz meia receita e usei uma forma de 18cm de diâmetro, mas achei que ficou meio "massuda" então na próxima vez farei a mesma quantidade porém em uma forma um pouco maior.
Pressione as laterais para a forma ficar bem forradinha de massa e retire as sobras. Forre com um papel manteiga e preencha o fundo com feijões (que podem ser os de cerâmica ou os comestíveis mesmo). Leve passar assar em forno a 180º por aproximadamente 10 minutos. Retire o papel manteiga com os feijões e reserve.

Lave bem e seque as maçãs. Corte-as em fatias bem finas, com casca mesmo. Numa tigela, junte as maçãs já fatiadas a todos os outros ingredientes do recheio (menos a farinha de rosca) e misture para que o "tempero" se espalhe bem.

É hora de montar a torta!
No fundo, espalhe metade da farinha de rosca. Coloque então as maçãs, arrumando mais ou menos para que não fiquem espaços vazios. Polvilhe então a outra metade da farinha de rosca. 
Pegue o pedaço reservado da massa e abra com o auxílio de um rolo. Cubra a torta e aperte as bordas para ficar bem fechadinha. Se quiser usar os filetes de massa para decorar é só usar a criatividade. Depois de pronta, faça um corte em formato de cruz no centro da torta para deixar o ar escapar.
Leve então ao forno (180º) por aproximadamente uma hora. Retire e pincele a gema (eu não dissolvo em água, uso pura). Volte para o forno por mais uns 20 minutos para terminar de assar e dourar.

Aí é só servir, pura ou acompanhada de sorvete de creme/baunilha. Deliciosa!!! 
Eu confesso que prefiro quente, então dava uma esquentadinha no microondas na hora de comer, rapidinho mesmo, só pra ficar morninha! Huuummmm



Considerações:
Fiz como manda a receita, com maçãs verdes. Mas confesso que achei um pouco seca. A maçã verde não solta muito líquido então na próxima vez farei com maçãs vermelhas mesmo.
Cuidado para não fazer como eu, numa forma menor, e deixar a torta massuda. Está certo que a massa pura é bem gostosa também, mas aí fica uma sobremesa mais pesada. Eu fiquei com medo de deixar as paredes finas e vazar líquido, mas isso não aconteceu. 
Ah! Eu usei forma de fundo removível porque meu pirex era muito grande. Então desenformei. Mas se tiver uma forma bonitinha (tipo a da Rita Lobo) pode fazer e deixar nela, sem desenformar.
Minha próxima experiência será fazer essa mesma massa e usar bananas no recheio, com o mesmo "tempero". Acho que vai ficar sensacional e se alguém quiser testar antes de mim, faça a gentileza de voltar e me contar hein!





4 comentários:

  1. Adorei a tua torta, deve de estar uma delicia!!!
    Parabéns pela tua cozinha... fiquei fã!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Essa torta é deliciosa mesmo! Beijos

      Excluir
  2. Eu tinha visto o programa da Rita Lobo, e me animei quando vi aqui. Fiz hoje, seguindo sua sugestão, a metade da receita. Ficou divina! Usei açúcar mascavo no recheio. Como não tinha creme de leite em lata em casa, usei o de caixinha mesmo, como fiz meia receita, deu certinho. Ficou deliciosa! A próxima será com banana. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Niziane, que bom que deu certinho!!! É uma delícia né, ainda mais quentinha e com uma bola de sorvete. Nham nham
      Eu ainda não fiz com banana mas em breve vou testar. Se você fizer volta aqui e conta pra gente.
      Beijos

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...